As transformações no mundo do trabalho e as tendências das relações de trabalho na primeira década do século XXI no Brasil

José Dari Krein

Resumo


O presente texto está estruturado em mais três, além desta introdução. Na primeira delas destaca-se a dinâmica do emprego e seus desafios, considerada uma precondição para o avanço no processo de estruturação do mercado de trabalho. Na segunda seção são analisadas as tendências de flexibilização advindas das mudanças estruturais no trabalho e do jogo político. Algumas bandeiras do sindicalismo acabam reforçando e não se contrapondo a essa lógica. A existência de um ator sindical fortalecido é uma condição para o avanço na regulação do trabalho, especialmente se o quadro do emprego continuar apresentando uma tendência de crescimento, contexto em que o poder de barganha dos sindicatos aumenta. Finalmente, a terceira seção apresenta as considerações finais do artigo, procurando demonstrar as principais tendências do mundo do trabalho e das relações trabalhistas. 

Palavras-chave


Socioeconomia; Mercado de Trabalho; Brasil

Texto completo:

PDF

Referências


BALTAR et al. Moving towards decent work. Labour in the Lula government: reflections on recent Brazilian experience. In: Global Labour University Working Papers, v.9, 2010,

DIEESE. Política de valorização do Salário Mínimo: aplicação da MP 421 em 1º de março. Nota técnica número 62, março de 2008.

DIEESE. O Balanço das negociações salariais em 2010. Estudos e Pesquisas nº 55. São Paulo: Dieese, 2011.

GALVÃO, A. Neoliberalismo e reforma trabalhista no Brasil. Rio de Janeiro: coedição, Revan,

FAPESP, 2007.

KREIN, J. D. As tendências recentes nas relações de emprego no Brasil: 1990-2005. Tese de doutorado – Instituto de Economia - Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 2007.

KREIN, J.D. SANTOS, A.L. La formalización del trabajo. Efectos de la política laboral en Brasil. In: NEUVA SOCIEDAD. Buenos Aires, Março/abril, 2012 (prelo).

NOBRE Jr, H. B., KREIN, J. D., BIAVASCHI, M. B. A Formalização dos Contratos e as Instituições

Públicas In: FAGNANI, E.; HENRIQUE, W.; LÚCIO, C. G. Previdência Social: Como Incluir os Excluídos? Ed. São Paulo: LTr, 2008, p. 119-135.

NUNES, B. T.. O debate teórico sobre a regulação das relações de trabalho e as tendências das políticas trabalhistas nos governos de FHC e Lula. Monografia, Instituto de Economia, UNICAMP, Campinas, 2010.

SANTOS, A. L. Trabalho em pequenos negócios no Brasil: impactos da crise no final do século XX.

Tese (Doutorado em Economia) - Instituto de Economia - Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 2006.

TAVARES, P. A evolução da PLR na composição da remuneração do trabalho. Monografia (graduação em Economia) - - Instituto de Economia - Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 2010.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Rev. NECAT, ISSN 2317-8523, Florianópolis, Santa Catarina, Brasil.