Notas sobre a trajetória da questão ambiental e principais temas em debate na conferência Rio + 20

Eduardo Beskow, Lauro Mattei

Resumo


O tema do meio ambiente começou a ser tratado oficialmente pela ONU apenas na década de 1970, destacando-se as questões ambientais e a influência do homem sobre a natureza. Oficialmente, a primeira reunião sobre essa temática realizada pela ONU ocorreu na Suécia, em 1972, quando se organizou a "Conferência das Nações Unidas sobre o Ambiente Humano", momento em que se discutiu, pela primeira vez, a questão dos impactos das ações do homem sobre o planeta. Dez anos depois, em 1982, foi elaborada a "Carta Mundial da Natureza", que afirmava que “a humanidade é parte da natureza e depende do funcionamento ininterrupto de seus sistemas naturais”. No ano de 1992, ocorreu na cidade do Rio de Janeiro a Conferência das Nações Unidas sobre o Meio Ambiente e Desenvolvimento, também conhecida como Rio-92 ou Eco-92. Neste evento, organizado conjuntamente pela ONU e pelo governo brasileiro, pela primeira vez colocou-se a temática ambiental no centro dos debates, ao se estabelecer um conjunto de acordos políticos com metas e objetivos que deveriam ser seguidas nos decênios seguintes por todos os países signatários do documento final da referida conferência. 

Palavras-chave


Meio Ambiente, Rio-92; Rio + 20

Texto completo:

PDF

Referências


MEADOWS, D. ET AL. The limits of Growth. A report for the club of Rome’sproject on the predicament of Mankind. Londres:Potomac, 1974.

PASSOS , Priscilla Nogueira Calmon. A conferencia de Estocolmo como ponto de partida para a proteção internacional do meio ambiente. Revista DireitosFundamentais e democracia.Vol 6. 2009.

ROMEIRO, A R. Economia ou economia política da sustentabilidade? Texto para Discussão.IE/UNICAMP, Campinas, n. 102, set. 2001.

LAYARGUES, Philippe Pomier. Do Ecodesenvolvimento ao Desenvolvimento Sustentável: Evolução de um conceito. 2007

SEQUINEL, Maria Carmen Mattana. Cúpula mundial sobre desenvolvimento sustentável - Joanesburgo: entre o sonho e o possível. ANÁLISE CONJUNTURAL, v.24, n.11-12, p.12, nov./dez. 2002.

MAY, Petar H. Economia do Meio Ambiente. Teoria e prática. 2 ed. Rio de Janeir: Elsevier, 2010.

LAGO, André Aranha Corrêa. Estocolmo, Rio, Johanesburgo. O Brasil e as tr6es conferencias ambientais das Nações Unidas. Ministério das Relações Exteriores. Instituto Rio Branco. 2006.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Rev. NECAT, ISSN 2317-8523, Florianópolis, Santa Catarina, Brasil.